A Ourivesaria

A Rua da Junqueira é uma das mais emblemáticas da Póvoa de Varzim. Os seus 900 m de comprimento eram, em 1792, engalanados por 49 casas do lado esquerdo e 29 do lado direito, todas elas de famílias de pescadores. Com o passar dos anos e depois de algumas reformas, a Junqueira foi-se tornando cada vez mais um lugar de comércio. Foi no número 54 desta Rua que a Ourivesaria Tavares se estabeleceu, quando esta ainda se chamava Rua 5 de outubro. em 1937.

Ainda hoje é nesta rua histórica da Póvoa de Varzim que a Tavares permanece. Um espaço que é muito mais do que uma loja, como um túnel mágico a ourivesaria estende-se sobre o comprido revelando espaços distintos, que nos fazem viajar pela história da empresa.

Logo à entrada podemos encontrar um bonito espaço comercial, recentemente renovado, pejado de peças de ouro, prata e pedras preciosas, com o mesmo balcão corrido que se tornou a imagem da Tavares. Segue-se um espaço mais intimista preparado para pedidos especiais, depois uma galeria, onde os tesouros da Tavares ganham vida e onde os clientes são convidados a conhecer mais sobre a história da Ourivesaria em Portugal, através de exposições e pequenos eventos. Esta galeria é uma homenagem ao pai de Carlos e Ana, Miguel Tavares, que sempre sonhou com um espaço especial que espelhasse o coração desta empresa familiar.

No entanto, o sítio onde a magia acontece encontra-se mais adiante, na oficina. Uma caixa de vidro deixa ver o trabalho dos ourives, que ali forjam à mão as peças mais especiais da Tavares. Também é neste espaço que são restauradas as peças de joalharia mais incríveis e que são gravadas as juras de amor que as joias eternizam. A nossa ourivesaria é muito mais do que um espaço comercial, é uma viagem pela nossa história.

A NOVA GERAÇÃO
TAVARES

Desde o início em 1922 que a Tavares é uma empresa familiar, nunca tendo conhecido sócios que não tivessem laços de sangue. Hoje a tradição mantém-se com a nova geração da família a assumir os comandos desta ourivesaria centenária.

Ana

Ana Tavares

Neta de Virgílio Aristides Tavares, decidiu aos 20 anos que a sua vida se iria fazer de contar as histórias de outras pessoas através das joias. O amor de Ana pela joalharia começou quando era criança, e brincava na oficina, enquanto os ourives realizavam as mais belas obras de joalharia. Hoje é ela que pensa muitas das joias feitas por encomenda, tratando dos pedidos especiais, com o amor de quem sabe que as joias são criadas para imortalizar memórias.

Carlos Tavares

Neto de Virgílio Aristides Tavares, é um apaixonado pela história da Ourivesaria, tendo um fascínio especial pelo ouro popular, um gosto herdado das gerações anteriores. O seu conhecimento sobre o ouro e sobre as pedras preciosas, especialmente os diamantes, foi aprofundado ao longo dos anos através de vários estudos e muita investigação. Carlos entrou na Tavares quando ainda ficava escondido atrás do balcão da loja, punha-se em bicos dos pés para ver os clientes e, mais tarde, para conversar com eles. Hoje é essa relação de proximidade com os clientes e o seu conhecimento sobre a joalharia que o tornam num dos pilares da Tavares.

carlos-2

Contactos